PROJETO DE PESQUISA

004.png
Introdução e justificativa

O presente projeto: “Desafios da escola na atualidade: qual a escola para o século XXI?” visa investigar as concepções de escola na contemporaneidade, suas finalidades educativas, objetivos e atributos, auxiliando na busca de mecanismos de superação aos desafios e possibilidades em meio às questões atuais da sociedade.

Associado ao CEPId, o projeto  contribui na ampliação dos resultados de pesquisas anteriores do programa, com o objetivo de compreender quem são os profissionais da educação, os movimentos constituintes de suas identidades e suas formações.

Os pressupostos teórico-metodológicos, adotados apresentam um determinado ponto de vista sobre a escola, a formação docente e a identidade profissional.

Nesse sentido, a escola é vista como um ambiente propício para a formação de sujeitos críticos e questionadores (YOUNG, 2011) e, concomitantemente, é uma instituição social representativa das demandas e expectativas da sociedade que, na contemporaneidade, sofre as decorrências de aceleradas transformações resultantes das diferentes evoluções dos grupos sociais, das mudanças tecnológicas e ambientais, entre outras.

A formação docente, por sua vez, é entendida como dimensão privilegiada para a promoção de mudanças na escola, qualificação do ensino e apropriação do conhecimento. Trata-se de um processo complexo e multideterminado, que favorece a apropriação de conhecimentos, a busca por outros saberes e a criação e dialética com o novo.  (PLACCO e SILVA, 2004)

Com relação à identidade profissional, esta encontra-se estreitamente associada aos conceitos de atribuição e pertença (DUBAR, 2005). A atribuição refere-se ao que o outro pensa e diz sobre um determinado indivíduo e a pertença, ao que este aceita dessa demanda do outro. O indivíduo pode aceitar ou não tais atribuições, entretanto os dois conceitos são interligados e dependentes para a formação da identidade profissional.

Assim, a partir da concepção, percepção e expectativas de diferentes sujeitos que com a escola interagem, busca-se compreendê-la, na contemporaneidade, em suas finalidades, contradições e a quais demandas está sendo convocada a atender .

REFERÊNCIAS

DUBAR, C. A socialização: a construção das identidades sociais e profissionais. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

PLACCO, V. M. N. de S.; SILVA, S. H. S. da. A formação do professor: reflexões, desafios, perspectivas. In: BRUNO, E. B. G.; ALMEIDA, L. R. de; CHRISTOV, L. H. da S. (Orgs.). O coordenador pedagógico e a formação docente. 5. ed. São Paulo: Loyola, p. 25-32, 2004.

YOUNG, M. F. D. O futuro da educação em uma sociedade do conhecimento: o argumento radical em defesa de um currículo centrado em disciplinas. Revista Brasileira de Educação, v. 16, n. 48, p. 609-624, set./ dez., 2011.

Precisa de mais informações?

Estamos aqui para ajudá-lo. Entre em contato por telefone, email ou redes sociais.