PRODUÇÃO ACADÊMICA

Logo_puc.png

Tutoria acadêmica entre pares na pós-graduação stricto-sensu

Atualizado: 1 de Nov de 2018

Contribuições desse espaço coletivo-colaborativo de trabalho e formação - a experiência do Formep, na PUC-SP


Por Luciana Andréa Afonso Sigalla

Esta pesquisa, de abordagem qualitativa, teve como objetivo geral analisar a prática de tutoria acadêmica entre pares realizada no Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores (Formep), da PUC-SP, a partir das percepções de seus participantes, tutores e tutorados do Programa.


Os objetivos específicos foram: (1) investigar se a referida tutoria apresenta características de um espaço não apenas coletivo, mas também colaborativo de trabalho e formação; (2) identificar as possíveis contribuições dessa prática aos participantes da pesquisa e (3) identificar os pontos frágeis da tutoria e (4) apresentar sugestões para seu aprimoramento.


A tese defendida é de que a prática de tutoria acadêmica entre pares realizada no Formep caracteriza-se como um espaço coletivo-colaborativo de trabalho e formação, gerador de aprendizagens mútuas (de conceitos, habilidades, relações e atitudes), que pode contribuir com as trajetórias acadêmica e profissional dos sujeitos envolvidos, quais sejam, tutores e tutorados do Programa, nas interações que eles estabelecem entre si.


A fundamentação teórica da pesquisa está pautada em estudos sobre: aprendizagem do adulto (PLACCO; SOUZA, 2006); aprendizagem entre iguais (DURAN; VIDAL, 2007; FRISON, 2012); trabalho coletivo-colaborativo (BOAVIDA; PONTE, 2002; FIORENTINI, 2004; FORTE, 2009; IMBERNÓN, 2009); aprendizagens fundamentais na vida e na atuação profissional (DELORS et al., 2006); mediação, interação social e zona de desenvolvimento iminente (ZDI) (VIGOTSKI, 2007, 2009). A pesquisa contou com a participação de 30 sujeitos, sendo 13 tutores e 17 tutorados, cujos dados foram produzidos em grupos de discussão e entrevistas. A análise dos dados foi inspirada na abordagem Análise de Prosa (ANDRÉ, 1983) e deu origem a sete categorias analíticas.


Dentre os principais achados, destacam-se: (1) o caráter coletivo-colaborativo da prática de tutoria acadêmica realizada no Formep; (2) as contribuições da tutoria, em conjunto com a monitoria, para a formação de pesquisadores, docentes universitários e orientadores de trabalhos acadêmicos, no caso dos tutores; (3) as contribuições da tutoria para o desenvolvimento de habilidades necessárias na pós-graduação, tais como delimitar um tema de pesquisa, buscar informações em bancos de dados, elaborar uma revisão bibliográfica, produzir e ler textos acadêmicos, no caso dos tutorados; (4) a importância da interação com pares avançados para a potencialização das capacidades reflexiva e metacognitiva de tutores e tutorados; (5) a importância do diálogo, da negociação e do compartilhamento de ideias, dúvidas e dificuldades em processos formativos, no ensino superior. A análise dos dados permite-nos afirmar que os objetivos da pesquisa foram alcançados e que a tese defendida foi confirmada


Clique aqui para ter acesso ao PDF.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Qual o lugar da escola frente ao tema drogas?

Por Helena Maria Medeiros Lima e Vera Maria Nigro de Souza Placco A questão das drogas segue como tema de difícil compreensão e manejo no cotidiano escolar, sendo o professor constantemente solicitado